Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Invisible Girl Daily

Sou do tipo de pessoa que molha a casa depois da banho, come doces antes do almoço, briga com amigos as vezes sem razão, come toda a pipoca durante os trailers, erra, mas afinal quem é perfeito? Aproveite a vida enquanto a tempo.

Invisible Girl Daily

Dear heart i want to kill you again...

Novamente deixei que entrasses pela porta que já antes tinhas recusado, e mais uma vez deste costas. Mais uma vez fui estúpida ao ponto de pensar que seria diferente de todas as outras vezes.

Com o que estou a passar agora não precisava de ti, desse teu desprezo, desse tanto eu não me importo, nem conheço. Nessa indiferença. Queria poder te contar o que tenho, o porquê de me encontrar no sítio onde estou, sei que não ias entender ou talvez podias imaginar um pouco da dor que sinto por isto tudo. Mas mais uma vez me demonstraste que não vale nada. Tantas vezes insististe comigo para te contar o que se passava, por seres talvez curioso. Não sei, gostava que me dissesses tu. Mais confusão para mim agora que foste novamente.

Esse teu lado sensível que me deixa a sorrir como parva, mas depois esse teu desprezo. Como se passa de um ao outro? E mais uma vez voltamos ao modo desconhecidos... Por quando tempo desta vez?? 3 semanas ou 4 ou talvez as férias todas.

Será que se soubesses do que se passa estaria aqui ao meu lado? Ou talvez simplesmente fingisses te importar para depois dares costas e ires embora. Não sei o que me irrita mais tu ou eu. 

Ia mentir se te dissesse que não quero o teu apoio, o teu abraço, as tuas palavras. Mas agora sei que não ia dar em nada eu me abrir contigo.

Mas tenho de aprender a te ignorar, porque até tenho a sensação que nem amigos somos. 

Acreditas que quando recebias as tuas mensagens e falamos eu simplesmente esquecia o que se esta a passar na minha vida, talvez eu te visse como uma brisa de ar fresco no meio desta coisa toda. Mas essa brisa fresca se transformou e piorou a situação. Para além do que já tinha, tenho te a ti para atormentar os meus pensamentos. 

Por mais que digam tens de esquecer, ele nem merece. Pois, tentem convencer o meu coração porque o meu cérebro já tentou mas ele não lhe dá ouvidos.

 

Sunshine i need you

A gravidade não é a única que nos puxa para baixo.Nem sempre vai ser como é hoje. Chega um ponto em que tu perdes o chão e não sabes o que fazer, mas precisas de ser forte e enfrentar, por que a vida cobra isso de ti. Vai doer lá dentro, vais precisar ouvir coisas que não queres, mas terás que suportar. Segue de cabeça erguida, supera. Acredita que nem sempre será assim.

 

Verídico final: Nada que se possa fazer =( já estava a espera. Mas uma coisa e pensarmos que seja, outra completamente diferente é termos a certeza que é. Embora já estivesse preparada psicologicamente( a quem é que engano estava mesmo à espera que alguém descobrisse que não passava de um simples erro).Acho que nunca vou estar. É uma coisa que preciso aceitar, saber que vai ser assim. Doloroso sim, mas passa, aceita-se. O lado positivo é saber que não estou sozinha para superar este problema. 

Do que adianta perguntar porquê eu?, a revolta?, a raiva?, a vontade de chorar e gritar? Sei que nada vai mudar. Assim sendo levanto a cabeça, olho em frente, tento não pensar, sorrir para o que vem. Porque tem de vir algo bom por ai certo??

Anyway just move on. So i throw up my fists, throw a punch in the air and accept the truth that sometimes life isn't fair. 

One more... I need help

Deixem-me deprimir. O exame de Biologia correu mal, vou tirar nega e revolta-me porque eu matei-me a estudar but whatever.Quero gritar ou chorar não sei bem. 

Passei para outro hospital, digamos que o que tenho é permanente e nada bom =/. Sexta vou lá. ( Digo que há um ano ando nisto e estou tão farta, só quero desistir. Parar com isto tudo. Isto já me deu tantas insónias, choros e etc... Já cansei.

Agora outro ponto que não gosto de tocar a saudade =(

 

Everything is fucked up. I'm a mess =(

Sai sai daqui <3

I'm not waiting for an answer I've had enough of this I've been channeling my anger And I'm scared I'm going to miss Your excuses are ten to the pound Give it a rest, you're out of your mind.

I'm waiting for you miss me. If you look closely you will see that I go away just for you to miss me. And die a little every day when I realize that you don't care. You and me are totally strangers. And I'm an idiot to think that you care when you are a stranger to me.

 


Please stay

“Não me abandone”, pediu ela para dentro, para o fundo, para longe, para cima, para fora, para todas as direcções. E curvou a cabeça como quem reza. Mesmo sabendo que o já tinha feito. Sentia-se sozinha, via todos felizes. Ela fingia que também estava, embora o que a magoava mais continuava a magoar, o problema todo era a indiferença, como alguém tinha conseguido apagar a sua existência tão rápido? Como tinha conseguido passar a ser invisível para alguém que dizia que se importava com ela, que se preocupava? Isso sim a magoava, e ainda por cima ver o que ele fazia e ela para ele passava de mais uma conhecida talvez mais para estranha. Ela não compreendia o porque desta situação. Talvez nunca vá perceber. Mas ela sabe se ele lhe pedisse ajuda ela iria sem hesitar. Porque ela sim preocupa-se com o que ele pensa e sente, embora tente passar a ideia que se esta nas tintas. Porque é mais fácil calar os sentimentos. Afinal ele para ela é um amigo. Alguém com que ela se preocupa. =(

Pág. 1/2