Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Invisible Girl Daily

Sou do tipo de pessoa que molha a casa depois da banho, come doces antes do almoço, briga com amigos as vezes sem razão, come toda a pipoca durante os trailers, erra, mas afinal quem é perfeito? Aproveite a vida enquanto a tempo.

Invisible Girl Daily

Carta para ela

large (9).jpg

 

Olá, não sei bem começar esta carta mas aqui vai.

Eu não te conheço e tu não me conheces, sinceramente nem sei se ouviste falar de mim, eu sei da tua existência e já vi a tua cara mas não te conheço, e nem faço pretensão de conhecer. Quanto menos souber de ti, melhor. Vou te abrir o meu coração aqui e falar-te de mulher para mulher.

O meu já estava partido e ao saber da tua existência enquanto ainda o ouvi-a a me sussurrar ao ouvido "amo-te", conseguiu partir mais um pouco, e custa a recuperar de uma coisa destas. Não te odeio por isso, tal como foste tu podia ter sido outra rapariga qualquer. Não sei se ele gosta de ti mas ele não estaria com ninguém se não sentisse um cadinho que fosse, não sei se vocês vão durar, não sei se vocês se vão amar... Mas quero o teu bem, embora gostaria que fosse longe dele. Eu não te culpo. Vê bem, eu ainda o amo, e bem no meu fundinho sinto que ele me ama também, custa-me a crer que depois de dois anos a ser dele e depois de tanta coisa ele simplesmente largue assim tais sentimentos do nada, daí me custar mais a tua vinda tão repentina. Vou te confessar sinto que o amarei para sempre, mas esta carta não tem nada haver com eu dizer-te o que sinto. É mais como um pedido...

Trata dele, quando o vires mais irritado e com aquele humor bruto dá-lhe um abraço, porque é assim que ele fica quando tem muita coisa na cabeça e não consegue resolver bem, um abraço e fica melhor, abraça-o por trás ele adora, mete a tua mão em cima da dele quando ele conduz, ele vai te aperta. Ele vive muito no seu mundinho, não leves a peito se ele te responder meio torto, ele não faz por mal. Dá-lhe as boas noites todos os dias ele não admite mas adora, tal como tu vais adorar acordar com uma mensagem de voz dele e se for uma mensagem com a voz dele ensonada ainda será melhor. Quando chegares e o vires a dormir, ele vai acordar meio desorientado deita-te com ele, dá-lhe um beijinho e entrelaça os pés, irão adormecer os dois. Ao veres um filme com ele não te irrites quando ele passar o filme a perguntar o que se passou porque não apanhou a legenda ou se virem em casa não te chateeis se ele andar para trás umas 50x para perceber bem aquela parte do filme. Quando ele conduzir presta atenção quando ele começa a dançar e a cantar as suas músicas, é uma das melhores imagem que pode haver. Deixa-lhe um post it com uma mensagem querida para ele ver depois assim esporadicamente, ele adora. Não troques as coisas dele de sitio sem lhe dizer, senão ele vai-se passar contigo. Insiste para que ele cozinhe para ti, uma das melhores experiências, quando forem jantar fora, tira 3 segundos e olha para ele, a maneira como ele se delicia com a comida. Diz-lhe o quanto o sorriso dele é lindo e ilumina o mundo. Se saires com ele não uses batom, ele gosta de ver mas ele gosta mais de puder beijar. Incentiva-o a terminar as coisas, ele precisa de um puxão de orelhas de vez em quando. Vais ter de ter paciência, ao vê-lo arranjar-se isso demora o seu tempo, mas o resultado é sempre o melhor, embora ele fique bem de qualquer maneira, mas ele adora arranjar-se. Tem paciência porque ele vai repetir as coisas dos macros vezes e vezes sem conta, até saberes tudo de cor. Mas mais importante que isto tudo quando o vires em baixo ou mais quietinho abraça-o, senta-te no colo dele e deixa ele chorar, e chora com ele e aperta-o por ti e por mim, ele não é uma pessoa que deite cá para fora as coisas facilmente. Dá-lhe tempo e um ombro e ele se abrirá contigo...

Cuida dele por mim... Mesmo não gostando de ti também não te odeio...

Desta que provavelmente nunca irás conhecer mas que o há-de sempre amar de uma maneira ou de outra.

Fiz mais do que o suficiente

12507114_1180816755279721_6117945534149311860_n.pn

 

Fiz mais do que o suficiente. Demonstrei bondade, perdão, lealdade, amor, foi tudo por ti.

Fiquei mal por ver que mesmo termos terminado há tão pouco tempo tens outra, outro amor, paixoneta, como a queiras descrever ou como a chamas, e eu chorei... Que idiota. Chorei por ti, por mim, e por tudo o que passamos, chorei por tudo o que te dei e tu descartaste. Chorei pelo amor que sinto por ti e que sempre demonstrei. Amor esse que me cegou. Mas as coisas estão a ficar tão claras agora... Não do amor que falas, eu amei-te, cuidei de ti, respeitei-te, puxei-te para cima quando estavas em baixo, fiz tanto por ti... que esse tanto passou a ser nada aos teus olhos. Durante mais de dois anos tiveste tudo de mim, bastava pedir e mesmo sem pedires eu dava-te, se me pedisses o coração, eu arrancava-o do peito e te dava. Tudo para quê? Tivemos momentos lindos, e isso nunca poderei negar. 

Mas também houve momentos que me deitaste abaixo, que meteste a culpa em mim e eu acreditei que a culpa era minha, que tive ataques de pânico por essas ideias que me meteste na cabeça e o que chorei, homem que é homem não mete as culpas em ninguém tenta resolver o problema em conjunto, momentos que esperei que me chamasses de linda, que me arranjava e parecia que nem me vias, só queria que olhasses para mim como antes olhavas. Queria tanto a tua atenção, o teu carinho... E eu amava-te tanto que deixei me diminuir, mas tinhas vezes que tudo era tão perfeito. Tu cuidaste de mim, foste o meu ombro amigo e estiveste quase sempre lá. 

Havia vezes que saia da tua casa a chorar e tu nem notavas, mas eu desculpava-te a mim própria e aos outros, ai está com muita coisa para fazer, muito se está a passar na vida dele, o stress e blá blá blá... e muitas coisas não foram certas e eu devia ter dito... Mas agora aprendi, como te disse as coisas estão cada vez mais claras para mim.

Foste uma das melhores coisas que me aconteceu, fui imensamente feliz contigo, mas faltava coisas que só agora que acabou eu posso ver com nitidez. As vezes que te desculpava-te a mim própria e aos outros quando me tratavas mal, às vezes que devia te ter virado as costas mas não consegui. Como olho para trás e tudo me parece nítido. Foste o meu primeiro namorado, o meu amor a sério, temos uma ligação incrível, e quem sabe se no futuro voltemos a ficar juntos. Mas tanto tu como eu precisamos de crescer, só agora ao estares com outra quando dizias que sou a mulher da tua vida e já com corações e ceninhas, revela muito da fase porque estás a passar... Não és homem que mereça uma mulher como eu, pelo menos não agora... Estás numa fase tão egoísta e fútil, bem aproveita... Que ela te dê tudo o que te dei mas tu não viste nem valorizaste. 

Quanto a mim, tenho os meus picos, ainda hoje chorei por ti, pelo que fomos e por como as coisas estão, mas isso vai parar. Como tudo é uma aprendizagem, e como dizem nada acontece por acaso... Nunca vi com tanta nitidez como agora, não só em relação a ti mas a muitas outras coisas na minha vida.

Obrigada e desculpa se fui mulher demais para ti... Sê feliz. 

No purgatório do Amor

large (18).jpg

 

Estas semanas têm sido horríveis da minha vida. Hoje mais um dia sem ti, mais um dia em que te tento entender e conseguir uma razão para essa tua decisão. Sinto-me magoada, revoltada e ainda não mentalizada do fim. Hoje senti, mais vez mais, a tua falta de amor.Tenho estado aqui à espera de um milagre. À tua espera que venhas ter comigo, que me queiras de volta, que deixes os medos e queiras tentar e te esforçar, cumprir as promessas que prometeste... que me venhas aqui pedir desculpa, por todo o sofrimento, as lágrimas... pelo farrapo que estou. Que o teu coração veja realmente o que quer, que vejas o que verdadeira importa e faz sentido na vida.

Sinto-me uma parva porque em todos os carros que passam por mim procuro por ti, em todas as sombras e em todas as pessoas procuro-te, vejo-te. Cega ao ponto de acreditar que vais aparecer a dizer que sentes saudades minhas, e que me queres, a verdade é que não vais. Nem tu vens, nem o teu amor vai ser suficiente para nós, as tuas atitudes comigo não vão mudar. Quero tanto conseguir desapegar-me de ti, deste amor que outrora foi pleno e em igual, até posso dizer que em tempos foi mais teu que meu, mas já não é. Agora o meu ultrapassa as barreiras do teu com uma discrepância inexplicável e indescritível. Não mereces que eu acredite incondicionalmente, não mereces esta esperança que eu ainda tenho no nosso amor.

Mas o que eu quero e peço é forças, forças para me conseguir desapegar. Porque, apesar de tudo, não consigo há muito carinho e amor, eu espero desesperadamente por esse momento.  A espera por algo acabou, chegou a hora de parar de sentir pena de mim e esperança que tu arranjes coragem de fazer algo com o que sentes por mim e deixes os medos e o que simplesmente deixes andar e ver o que acontece e que vais ver que te faço falta e que todas as promessas eram de verdade. Que amor difícil o nosso, ambos nos amamos e a vida deu jeito de não nos aguentar juntos. Tenho de ser eu a dizer-te adeus, porque tu já deste, este amor fazes-me tão mal de momento... mas como? Uma mulher quando ama... é uma mulher com esperança infindável e inabalável.

As pessoas são muito complicadas e o amor é, por vezes, complicado. Há amores que não foram escritos para serem fáceis.

 

Heart by Heart

large (3).jpg

 

Há 5 dias que choro sem parar, que acordo devido aos ataques de pânico, que acordo a meio da noite assustada devido ao pesadelos que ando desesperada a ponto de não ter força nas pernas para me levantar e a tremer.

O meu copo transbordou, acho que quem disse que não morremos de tristeza e de coração partido enganou-se. O pânico apodera-se de mim, as lágrimas não param, não sei o que é real, ora fico irritada ora quieta sem me mexer ou falar. E este estado ainda me deixa mais desesperada. Não sei por onde começar a me reerguer mas hei-de lá chegar.

Do meu pai devia ter cuidado melhor dele, sinto saudades do riso dele, da voz dele, da presença dele que sinto mas não vejo, hoje fui ao cemitério falar com ele, chorar por ele, agradecer tudo o que foi para mim e sempre será. Eu tinha-lhe pedido mais 20 anos comigo, ele riu-se na altura. Quando ai chegar a cima vamos ter uma bela conversa. Não me sinto preparada para anos sem ti, sem o teu toque na minha vida, sem o teu grito, sem o teu riso. Sinto-te tão próximo mas não te vejo.

Hoje só te queria ligar Piu ( acho que será melhor te chamar aqui assim, sinto que fica correcto), sei que estarias com um ombro para mim e um abraço apertado, mas não consegui, não agora que estás noutra, algo em mim não teve coragem, queria poder ter ido a correr para aí e sem explicação te abraçar e tu me consolares com aquele colo que só tu sabes dar. Também queria estar aí para ti, sei que estás a sofrer mas não mostras, não te deixaria sair do meu abraço, e a minha mão estaria entrelaçada na tua, vai tudo correr bem. Mesmo de longe eu cuido de ti, olho por ti...

Uma memória me veio à cabeça, quando andei mal da barriga e fiquei muito mal em tua casa tu me deitaste na cama, fizeste-me chá, levaste-me o chá à cama, com esses olhinhos cheios de preocupação a perguntar se me dói-a algo e se estava bem, ficaste ali ao meu lado, e nem me querias deixar vir embora. Gostava de não ter saído de lá. Neste momento só me apetecia um daquelas fim de semanas que nos enviamos no teu quarto e o mundo desaparecia, só saíamos para ir ao sushi e voltamos, ficamos a cuidar um do outro, o dia na cama a ver filmes, a nos amarmos...

São estás memórias que me fazem sorrir...

Sei que o meu pai pelo menos fica contente por me teres feito feliz durante estes anos e que não me deixaste sozinha neste momentos tão difíceis, mas não sei se ele te perdoaria por partires o meu coração, nem sei se ele se perdoará a ele próprio por o ter partido também.