Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Invisible Girl Daily

Sou do tipo de pessoa que molha a casa depois da banho, come doces antes do almoço, briga com amigos as vezes sem razão, come toda a pipoca durante os trailers, erra, mas afinal quem é perfeito? Aproveite a vida enquanto a tempo.

Invisible Girl Daily

Dear heart i want to kill you again...

Novamente deixei que entrasses pela porta que já antes tinhas recusado, e mais uma vez deste costas. Mais uma vez fui estúpida ao ponto de pensar que seria diferente de todas as outras vezes.

Com o que estou a passar agora não precisava de ti, desse teu desprezo, desse tanto eu não me importo, nem conheço. Nessa indiferença. Queria poder te contar o que tenho, o porquê de me encontrar no sítio onde estou, sei que não ias entender ou talvez podias imaginar um pouco da dor que sinto por isto tudo. Mas mais uma vez me demonstraste que não vale nada. Tantas vezes insististe comigo para te contar o que se passava, por seres talvez curioso. Não sei, gostava que me dissesses tu. Mais confusão para mim agora que foste novamente.

Esse teu lado sensível que me deixa a sorrir como parva, mas depois esse teu desprezo. Como se passa de um ao outro? E mais uma vez voltamos ao modo desconhecidos... Por quando tempo desta vez?? 3 semanas ou 4 ou talvez as férias todas.

Será que se soubesses do que se passa estaria aqui ao meu lado? Ou talvez simplesmente fingisses te importar para depois dares costas e ires embora. Não sei o que me irrita mais tu ou eu. 

Ia mentir se te dissesse que não quero o teu apoio, o teu abraço, as tuas palavras. Mas agora sei que não ia dar em nada eu me abrir contigo.

Mas tenho de aprender a te ignorar, porque até tenho a sensação que nem amigos somos. 

Acreditas que quando recebias as tuas mensagens e falamos eu simplesmente esquecia o que se esta a passar na minha vida, talvez eu te visse como uma brisa de ar fresco no meio desta coisa toda. Mas essa brisa fresca se transformou e piorou a situação. Para além do que já tinha, tenho te a ti para atormentar os meus pensamentos. 

Por mais que digam tens de esquecer, ele nem merece. Pois, tentem convencer o meu coração porque o meu cérebro já tentou mas ele não lhe dá ouvidos.

 

21 comentários

Comentar post