Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Invisible Girl Daily

Sou do tipo de pessoa que molha a casa depois da banho, come doces antes do almoço, briga com amigos as vezes sem razão, come toda a pipoca durante os trailers, erra, mas afinal quem é perfeito? Aproveite a vida enquanto a tempo.

Invisible Girl Daily

Um amor para a vida toda

large (7).jpg

A vida nos embrulha de tal maneira que passamos muitas vezes ao lado de tanta coisa.

Uma das coisas que mais me tem passado pela cabeça, é o que significa o amor. E para mim como pessoa romântica e que gosta das coisas mais simples, não é uma resposta muito fácil. 

Mas quando o amor se sente é partilha, é preocupação, é apenas ficar a olhar um para o outro e assim decifrar as emoções e o que o outro não quer dizer.

Havendo vários tipos de amores, e na minha opinião nenhum deles é igual.

 

Amor é preocupação mesmo em silêncio, é estar no pensamento mesmo que o outro não saiba. É mil e umas razões para discutir e não falar mas meter tudo isso de lado quando o outro precisa de colo ou apenas de um momento de silêncio e paz acompanhado. É ouvir e se meter na pele do outro. Conseguir aguentar as lágrimas quando sentirmos a dor do outro, meter um sorriso e um abraço disponível mesmo que estejamos destruídos por dentro. Mas quando se ama e o outro precisa de nós, tudo se mete de lado, segredos, mal entendidos, sapos engolidos, orgulhos feridos.

 

Amor para mim nunca se resumiu de um estatuto ou um "amor" aqui e ali. Não é algo passageiro, é carinho, compreensão e colo. E mais que tudo cumplicidade, sinceridade e presença, mesmo distante.

Como se consegue amar? Bem mais simples do que parece, não é meter sempre o outro como prioridade ou esquecer do resto do mundo. É um equilíbrio.

 

Amar é tão maior e maior ainda quando a vida nos dá tropeços e mesmo assim estamos lá para essa pessoa, quer seja para dizer parvoíces e meter um sorriso idiota na cara, ou umas caretas ou apenas ficar sentados olhando um para o outro. Palavras nem sempre são precisas. Mesmo que o resto do mundo nos julgue.

O amor é tão grandioso e simples que até assusta.

As pessoas que amamos nem sempre somos nós a escolher, não há explicação para o sentimento que apenas  a presença da pessoa nos faz sentir. Sentir em casa... não querer mexer. Tranquilidade e sentir que mesmo que façamos a pior borrada temos o nosso lugar no mundo. Há sempre decisões a tomar, arrependimentos e tantos outros entraves que colocamos no nosso caminho sem necessidade, o que apenas nos faz retrair. 

 

É um sentimento que quando puro cresce mesmo com silêncios e distâncias. Perdemos muito por calar e não dizer o que nos vem na cabeça. Ou por o orgulho nos impedir.

Uma das melhores coisas da vida é ter alguém que nos ouve, divide connosco as coisas mais estúpidas e insignificantes do dia. Partilhar momentos simples como cozinhar ou apenas ficar deitados a ouvir os pensamentos um do outro. Gritos e desconfianças são tão desnecessárias, que nos esgotam. Medos e egos destroem muito. 

 

Nada mais bonito que um amor onde o melhor de nós vem ao de cima, onde o sorriso sai sem dificuldade, onde a tranquilidade é uma constante... quando sentimos que o nosso abrigo é ali, onde as palavras apenas saem e o colo é o suficiente para aguentar o mundo todo às costas. Que nem a distância ou silêncios diminuem esse amor. Onde a compreensão é natural, sem julgamentos ou acusações. Quando o pensamento voa para aquela pessoa e mesmo que muito se tenha passado as coisas boas ainda te fazem sorrir. 

 

Não há muito que pensar, apenas temos que nos permitir deixar crescer e que a outra pessoa entre no nosso mundinho. Não há razões para não fazer apenas por medo de sair magoado ou magoar alguém. Erros é normal, afinal somos apenas humanos e essa é a parte que nos faz especiais e que nos faz crescer e ser melhores pessoas, temos que erguer a cabeça e não deixar que isso nos assuste e retraia.

 

Todas as pessoas vão te magoar tal como tu vais magoar as pessoas, faz parte do crescimento próprio e das relações humanas. Somos todos tão diferentes. Não há que ter medo, vai mas se fores vai com tudo.

 

Acredito tanto em que tudo acontece por um motivo e o receio em mim não cola. Se tiver de dizer digo, faço mesmo que isso não seja o suposto ou que me possa magoar. Histórias acontecem, são bonitas, umas acabam bem, outras têm percalços no caminho e outras por mais voltas que dêem não saem do lugar.

 

Quando duas pessoas estão destinadas a ficarem juntas eventualmente elas encontraram o caminho uma para a outra. Até podem ser sonhos de menina mas assim sou eu...

Há amores que são para a vida toda.