Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Invisible Girl Daily

Sou do tipo de pessoa que molha a casa depois da banho, come doces antes do almoço, briga com amigos as vezes sem razão, come toda a pipoca durante os trailers, erra, mas afinal quem é perfeito? Aproveite a vida enquanto a tempo.

Invisible Girl Daily

Where I Wanna Be

large.gif

 

Frases interessantes "tens de seguir em frente..."  e a "vida continua..." acho que nestes últimos meses nunca ouvi tanto disto.

Resumidamente como me sinto? Pergunta engraçada, mas que aos poucos me deixaram de fazer... Hey não estou a reclamar, até agradeço, por vezes é difícil de definir até para mim. Sinto-me bem, mas não sempre bem, acho que seja normal em qualquer pessoa, todos temos os nossos momentos. Estou a seguir em frente mas o que passou foi muito tempo, envolveu muito de mim, muito intenso, muito meu, muito bom... E eu não peço para esquecer, e nem vou agir como senão tivessem acontecido ou simplesmente meter numa gaveta fechada a sete chaves ou até mesmo te odiar, nem sei como se odeia uma pessoa que se ama ou amou, com quem se cresceu e viveu tanto... Todos os que esperam que eu faça isso, desculpem simplesmente não sou eu. Peço-te desculpa porque sei que querias que te odiasse...

Não gosto de fugir, nem me iludir e muito menos de fingir... Sinto o que sinto, e sei assumir para mim própria.

Se tenho saudades? Tenho. Se penso em ti? Penso.Gostaria de te ver? Por vezes sim outras vezes nem por isso. Queria que me fosses indiferente? Mais complicado, mas não, sinto que nunca o serás, uma parte de mim irá se perguntar como estás e querer que estejas bem e feliz. Foste e és importante para a pessoa que eu sou. Se te queria de volta? Neste momento não, a pessoa que és não tem espaço nesta pessoa que sou, irónico não? E memórias sempre ficam, isso nunca se consegue retirar nem apagar. Finge quem quer ou quem sabe...

 

Eu chorei o meu coração para ti, de mãos a tremer... Lá fora é tudo tão cruel. Fomos um, um que valeu como dois que fomos e pelo que fomos os dois, num só... mas posso te dizer que me orgulho de ter tido coragem de ter dado tudo. Lá está a minha mania de não saber quando desistir.

E eu, no meio disto tudo? Um belo furação diria eu, mas bem. Nunca me senti tão motivada para continuar a me mover, e é tão gratificante ver as coisas a mexerem... Sinto que cresci tanto, e esse crescimento doeu, e custou um mar de lágrimas e mais umas quantas nódoas negras, que tem dias que doem e me sufocam de uma maneira, mas adivinha? Estou em pé e de sorriso na cara, de optimismo como pequeno almoço, curiosidade no olhar,  vontade de querer mais e mais e sempre com um amor inacabável pela vida.

Não desistas de ti como eu não vou desistir de mim, as coisas são diferente, agora apenas quero cuidar de mim como um dia quis cuidar de ti. 

O meu futuro é incerto mas brilhante